Como escolher seu corretor: Guia para traders iniciantes

Como escolher seu corretor: Guia para traders iniciantes

Visualizações: visualizações 55
Tempo de leitura: 5 minutos



Todo mundo que fala sério sobre negociar nos mercados financeiros inevitavelmente enfrentará a necessidade de escolher um corretor. A Internet está cheia de várias ofertas e anúncios. À primeira vista, parece virtualmente impossível distinguir um corretor ruim com uma boa campanha publicitária de um parceiro confiável que fornece serviços de alta qualidade. Nesta revisão, discutiremos os principais critérios para distinguir entre eles.

licença

Como escolher seu corretor: Guia para traders iniciantes

Qualquer corretor precisa ser licenciado para seus negócios; as informações sobre a licença devem ser fornecidas no site do corretor. A licença é um documento que permite ao corretor realizar suas atividades profissionais. As licenças são concedidas por entidades especiais - reguladores; em seus sites oficiais, você pode verificar se o corretor possui a licença.

Quase todos os países têm seus reguladores financeiros. Podem ser entidades estatais, bancos centrais, organizações não estatais e associações de participantes do mercado. Por exemplo, os seguintes reguladores americanos e europeus são considerados autoritários e famosos: CFTC (Commodity Futures Trading Commission), FCA (Autoridade de Conduta Financeira da Grã-Bretanha), CySEC (Cyprus Securities And Exchange Commission).

Para obter a licença, o corretor deve possuir um capital substancial e cumprir com os requisitos do mercado. Os corretores são revisados ​​de tempos em tempos e, se forem detectadas algumas violações, o regulador pode cobrar uma taxa alta ou até mesmo recuperar a licença. Os reguladores também podem atuar como árbitros nos casos de discussões entre o corretor e o cliente.

Confiabilidade

Um critério importante da confiabilidade da empresa é sua idade. Se uma empresa está apenas iniciando sua atividade de corretora, é possível que não seja capaz de fornecer excelentes serviços de uma só vez ou que logo feche sendo vítima da rivalidade. É mais confiável escolher os corretores que estão no mercado há pelo menos 5, melhores 10 anos. Tal como acontece com um bom conhaque, quanto mais envelhece, melhor.

É uma boa prática para os corretores Forex participarem de organizações que fornecem proteção adicional aos interesses dos clientes. Tais entidades (FinaCom, Comissão de Regulação de Relação entre Participantes do Mercado Financeiro) não apenas atuam como árbitros nos casos de argumentação, mas também acumulam fundos de compensação. Esses fundos atuam como seguro se o cliente tiver decidido estar certo no argumento, mas o corretor se recusar a pagar a compensação; então será pago do fundo.

Uma equipe de suporte ao cliente rápida e profissional também é um sinal da confiabilidade do corretor. Uma empresa séria tem vários canais de feedback: a área de um membro, email, número de telefone de suporte 24/7. Por exemplo, se sua conexão à Internet estiver ruim, você sempre poderá ligar para o suporte, solicitar as cotações atuais e abrir ou fechar suas posições.

Reputação

Como escolher seu corretor: Guia para traders iniciantes

Além dos dois critérios acima, a reputação da empresa também deve ser avaliada. Este último implica a popularidade do corretor, sua abertura ao cliente, a falta de escândalos altos ou problemas com a retirada de dinheiro. Na Internet, há muitos recursos fornecendo classificações para empresas de corretagem. É provável que uma boa empresa com uma reputação limpa esteja entre as dez primeiras com mais classificações.

A participação regular em exposições e prêmios em várias categorias contribui muito para a reputação do corretor. Os prêmios confirmam que o corretor está sendo dedicado ao seu trabalho. Além disso, a reputação da empresa é preenchida com o feedback de clientes reais. Obviamente, sempre haverá aqueles que ficaram insatisfeitos, mas a maioria dos comentários sobre um bom corretor será positiva.

O site de uma empresa é o seu rosto. Deve conter todas as informações necessárias: licenças, histórico da empresa, prêmios, condições comerciais, contatos. Um blog, um fórum próprio também é bom para uma empresa. Esses recursos apresentam materiais de aprendizagem, oferecem a oportunidade de fazer perguntas aos funcionários da empresa ou compartilhar seus pensamentos com os participantes do mercado.

Condições de negociação

Como escolher seu corretor: Guia para traders iniciantes

Depois de verificar se a empresa possui uma licença, confiabilidade e boa reputação, é necessário avaliar suas condições comerciais. Abaixo, discutiremos os mais importantes, mas você deve prestar atenção naqueles que são cruciais para suas preferências de negociação.

Depósito / retirada de dinheiro

Antes de começar a negociar, você precisa conhecer as condições de depósito / retirada de dinheiro em sua conta. No site da empresa, deve haver todas as informações em detalhes, incluindo os bancos e sistemas de pagamento com os quais o corretor trabalha, o tamanho da taxa de comissão, as moedas disponíveis e se há conversão de moeda fornecida.

Spreads, taxas, alavancagem

Uma empresa corretora séria normalmente fornece vários tipos de contas de negociação com spread, taxas de comissão e tamanhos de alavancagem ligeiramente diferentes. Você deve estudar as condições de cada tipo e escolher a que melhor lhe convier. Os spreads e taxas não devem ser muito maiores do que geralmente o mercado; a possibilidade de escolher o tamanho da alavancagem é uma boa opção.

Depósito mínimo, moeda

Para traders iniciantes, o tamanho mínimo do depósito pode ser um critério importante. Alguns grandes corretores ocidentais não gostam de mexer com "amendoins" e elevam o limiar de entrada bastante alto. Portanto, você precisa se certificar de que as condições do corretor se adaptam a você e verificar a moeda com a qual você pode abrir a conta.

Instrumentos financeiros disponíveis

Você precisa garantir que o corretor permita trabalhar com os instrumentos financeiros de sua preferência. Quanto a mim, quanto mais instrumentos a empresa apresentar, melhor. Ele oferece uma oportunidade de escolha: se a situação de negociação em pares de moedas for ruim, você poderá mudar para outros mercados: criptografia, petróleo, ouro, ETF, ações, etc.

Plataformas de negociação

Como regra, um bom corretor fornece acesso a várias plataformas de negociação, às vezes incluindo aquelas projetadas pela empresa. Você precisa escolher um ou mais que lhe convier. Se você usa negociação móvel, verifique se existem versões móveis das plataformas.

Resumo

Como escolher seu corretor: Guia para traders iniciantes

Escolher um corretor é uma tarefa difícil que requer responsabilidade máxima. A empresa corretora deve apresentar a licença, alta confiabilidade, boa reputação e condições comerciais adequadas a você. Isso é necessário para você trabalhar confortavelmente no mercado, sem medo de capital e desfrutando de um serviço de alta qualidade.

Abrir conta de negociação




Comentários

artigo anterior

Uma semana no mercado (11/25 - 12/01): pesquise e encontre

A quarta semana de novembro será quieta e chata, no sentido de que dificilmente haverá notícias chocantes. No entanto, aqueles que desejam negociar ativamente sempre encontrarão motivos para movimentos, mesmo em condições tão tediosas.

Próximo artigo

Ações da Gazprom subestimadas pelo mercado

Ao fazer discursos em várias conferências, o presidente Vladimir Putin raramente menciona o mercado de ações russo. No entanto, no fórum de investimentos “Rússia chamando!” ele fez uma exceção, prestando atenção ao crescimento substancial do mercado de ações, cuja capitalização em 2019 atingiu 48 trilhões de rublos (762 bilhões de dólares). Ele mencionou especialmente a Gazprom (LSE: OGZD).