Parece que não sabemos nada sobre liquidações realmente vastas e rápidas de ativos; ou, pelo menos, não sabíamos antes da última sexta-feira. Goldman Sachs e Morgan Stanley conseguiram surpreender o mercado de ações como se demonstrassem que não há nada impossível. O que aconteceu? Por quê? A que isso levou? Esta é apenas uma parte das perguntas feitas pelos traders. Vamos descobrir juntos.

Goldman Sachs vendeu ações por US $ 10.5 bilhões durante a noite

Segundo a Bloomberg, em 26 de março, um dos maiores bancos de investimento do mundo, o Goldman Sachs, fechou pacotes de negócios por US $ 6.6 bilhões no pré-mercado. Ações de gigantes chineses de TI como Tencent Music Entertainment Group, Baidu e Vipshop Holdings foram vendidas.

Quando o pregão começou, o banco continuou se livrando dos ativos chineses. As negociações de pacotes envolveram GSX Techedu e iQiyi. Posteriormente, o banco vendeu ações de grupos de mídia americanos - Discovery Communications e ViacomCBS - e de uma empresa anglo-portuguesa Farfetch. A soma total das negociações foi de US $ 3.9 bilhões.

Morgan Stanley liquidou ativos por US $ 8 bilhões

De acordo com o Financial Times, na sexta-feira, o conglomerado financeiro americano Morgan Stanley aderiu à vasta e inesperada venda iniciada pelo Goldman Sachs. Vendeu ações por US $ 8 bilhões durante a noite.

Bloomberg observa que o Morgan Stanley ficou por trás da maioria das negociações de pacotes da Goldman Sachs. Os gigantes financeiros se abstêm de qualquer comentário, inclusive sobre os investidores cujos interesses representam.

O que a Archegos Capital Management tem a ver com isso?

De acordo com a CNBC e a IPO Edge, que de forma tão emergencial e massiva, os bancos liquidaram os ativos de um escritório de investimento familiar Archegos Capital Management fundado por Bill Hwang em 2013.

A Forbes menciona um fato tão curioso: no banco de dados EDGAR (Electronic Data Gathering, Analysis and Retrieval) usado pela SEC, praticamente faltam informações sobre a Archegos Capital Management.

Lembre-se de que, sendo um family office, a Archegos não podia fornecer relatórios e dados à SEC. Enquanto isso, em 2012, o senhor Hwang foi acusado de negociação com informações privilegiadas e manipulações de mercado e multado pela SEC em US $ 44 milhões.

A venda puxou o mercado para baixo

De acordo com a Forbes, as ações negociadas caíram US $ 35 bilhões totalmente. As quedas mais profundas foram experimentadas pelas seguintes ações:

  • GSX Techedu (NYSE: GSX) - em 41.56%, de 66.75 para 39.01 USD.
  • Discovery (NASDAQ: DISCA) - em 27.45%, de 57.75 a 41.9 USD.
  • ViacomCBS (NASDAQ: VIAC) - em 27.31%, de 66.35 a 48.23 USD.
  • iQiyi (NASDAQ: IQ) - em 13.20%, de 20.08 a 17.43 USD.

Resumindo

Em 26 de março, o Morgan Stanley e o Goldman Sachs venderam ações da misteriosa Archegos Capital Management. O custo total foi de quase US $ 19 bilhões. A liquidação provocou uma queda do mercado e queda do preço das ações dos gigantes chineses de TI e da mídia americana em US $ 35 bilhões no total.

Por que essas organizações financeiras autorizadas administravam os ativos de um family office tão duvidoso? Os reguladores colocarão a responsabilidade em alguém? Como é que um homem multado por informações privilegiadas e manipulações de mercado forneceu legalmente seus dados à SEC?

Essas são, de fato, questões importantes, não são? Muitos analistas estão perguntando a eles depois de uma venda tão surpreendente. Infelizmente, ainda não há respostas.

O que mais ler sobre o Morgan Stanley e o Goldman Sachs no R Blog?


O material é preparado por

Ele é o guru da busca e demonstração de oportunidades e percepções ocultas do mercado. Ele escreve sobre tudo que pode ser do interesse do investidor: ações, moedas, índices e várias esferas de negócios. Está na moda desde 2019.