A última semana de julho vai oferecer aos investidores muitas notícias importantes. O palco central será ocupado pela decisão da taxa do Fed, juntamente com os dados de inflação da Europa, Austrália e Japão.

A outra reunião do Fed

A outra reunião do Fed

As notícias mais importantes serão publicadas na quarta-feira, dia em que o FOMC norte-americano terá sua próxima reunião. A opinião de que a taxa básica de juros pode ser aumentada em 75 pontos base já foi incluída nos preços – esta é a razão pela qual o “greenback” não está mais se fortalecendo.

No entanto, existe uma possibilidade, não muito forte, apenas cerca de 15%, de que o Fed anuncie um aumento de 100 pontos nos juros, o que pode ser um choque para os mercados financeiros. No dia seguinte, os EUA divulgarão o PIB do segundo trimestre, que deve ser bastante triste, confirmando uma queda econômica significativa no país.

Europa instável

Europa instável

Os dados de inflação da União Europeia serão divulgados na sexta-feira, juntamente com o PIB do segundo trimestre. Apesar do aumento da taxa na semana passada, o euro não conseguiu formar uma correção adequada.

Uma possível razão para este movimento negativo é a turbulência política, mas a taxa do euro não despencou afinal. O primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, renunciou e o país terá eleições parlamentares antecipadas em setembro. E tudo isso está acontecendo no calor de uma enorme crise.

A RBA aperta sua política

A RBA aperta sua política

O Governador do Reserve Bank of Australia está preparando os participantes do mercado para um aumento da taxa, possivelmente dobrado. No entanto, tais medidas dependerão do relatório do CPI do 2º trimestre, que está programado para ser publicado na quarta-feira.

Os preços já atingiram níveis recordes, mas seria melhor ver a confirmação em relatórios oficiais. Se os dados de inflação subirem, o RBA agirá de forma mais agressiva. O australiano já tem algum apoio dos players do mercado, então a política agressiva do Banco Central nacional aumentará a pressão de alta.

A GBP é vulnerável

A GBP é vulnerável

A libra esterlina permanecerá sob pressão enquanto o Reino Unido não tiver primeiro-ministro. Nesta semana, o país está divulgando os relatórios de julho sobre as Vendas Realizadas do CBI e o Índice de Preços das Lojas BRC, além do mercado imobiliário.

Principais indicadores do Japão

Principais indicadores do Japão

Os investidores ainda estão esperando por qualquer atividade do Banco do Japão para que a desvalorização do iene possa finalmente tocar o fundo. O Japão publicará dados importantes na sexta-feira – Índice de Preços ao Consumidor e Taxa de Desemprego. No entanto, mesmo que os dados sejam negativos, é altamente improvável que o presidente do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda, tome medidas para apertar a política monetária do regulador.

Alguns dizem que o iene pode parar de cair apenas se outros bancos centrais globais pararem de aumentar suas taxas de juros. No entanto, vê-se claramente que a situação atual da economia global está forçando outros reguladores a aumentar as taxas, pressionando enormemente a moeda japonesa.


O material é preparado por

Analista financeiro e trader de sucesso; em sua prática, prefere instrumentos altamente voláteis. Oferece webinars diários sobre negociação e designs de materiais educacionais da RoboForex.