Neste artigo, abordaremos a questão do orçamento: o que é, para que serve e como planejá-lo. Além disso, tentaremos explicar por que um orçamento bem planejado é tão importante para o trabalho com finanças. Além disso, mostraremos as vantagens de um orçamento preciso.

Por que o orçamento é importante

O orçamento é um plano financeiro para um determinado período de tempo que leva em conta as receitas e despesas planejadas. Como regra, um orçamento é elaborado para um mês ou ano.

Planejar um orçamento implica em uma lista detalhada de gastos que dá uma compreensão clara do que pode e deve ser deixado de lado para que seus objetivos financeiros sejam alcançados mais rapidamente.

Explicando a importância do orçamento, devemos enumerar imediatamente suas vantagens. Em primeiro lugar, um orçamento ajuda a gerenciar suas despesas mensais, torna você mais disciplinado, prepara você para superar algumas crises e impede que você tome decisões financeiras imprudentes.

Qual é o objetivo do orçamento

Seu orçamento demonstra quanto dinheiro um país, empresa, família ou pessoa tem e quanto deve ser gasto em despesas obrigatórias. Deve-se notar que um orçamento não é uma lista de ganhos e gastos mensais; mesmo essa tabela seria útil, embora não ajude a alcançar a estabilidade financeira.

O objetivo de um orçamento é planejar despesas e ganhos ao longo de um determinado período de tempo e, em seguida, comparar seu plano com o que você realmente obteve. Esta comparação e análise de suas estatísticas responde às perguntas básicas:

  • Em que você gastou seu dinheiro, e isso era necessário?
  • Por que suas despesas reais excederam seu plano e em quais bens e serviços?
  • Como seguir seu plano financeiro com mais precisão?
  • O que fazer para minimizar os desvios negativos do seu orçamento em relação ao seu plano?

Que tipos de orçamento existem

Um orçamento pode ser planejado igualmente para um país e um indivíduo que deseja mais ordem em suas despesas. Este documento deve representar integralmente o estado das finanças de uma família ou empresa. Isso significa que o plano deve incluir absolutamente todas as fontes de renda e tipos de gastos. As informações devem ser verdadeiras, válidas e completas.

O processo de planejamento financeiro é chamado de orçamento e pertence a um dos seguintes tipos:

  • O orçamento pessoal está criando um orçamento para um indivíduo distribuir renda em gastos, economias e pagamento de dívidas. Ele contabiliza despesas e dívidas anteriores. Por exemplo, um emprego é uma fonte de renda, enquanto os pagamentos comunitários e o aluguel são despesas. Aqui, também podemos destacar a categoria de ativos: propriedades, investimentos e outras economias ou valores que criam uma reserva potencial para um déficit orçamentário.
  • O orçamento corporativo é fazer uma previsão financeira para o futuro próximo que une receitas e despesas prospectivas de vários departamentos. É o elemento-chave do planejamento empresarial integrado. O processo de orçamentação corporativa normalmente exige muito esforço, envolvendo vários funcionários. A decisão final cabe ao diretor financeiro.

Onde começar

Via de regra, o planejamento de um orçamento pessoal começa por avaliar a renda, acompanhar as despesas e se livrar das dívidas. Um orçamento é chamado de equilibrado quando suas despesas são iguais às suas receitas. Se seus gastos excederem seus ganhos, isso cria um déficit, se vice-versa – você tem lucro.

Grosso modo, o orçamento inclui várias etapas:

1. Calcule sua renda. O lucro líquido é o básico de qualquer orçamento. Considere apenas o dinheiro que você recebe, menos impostos, contribuições para pensões e seguro de saúde.
2. Acompanhe suas despesas. Você precisa entender para que gasta sua renda: pagamentos comunitários, gasolina, entretenimento, comida, etc. Acompanhar seus gastos ajuda a encontrar despesas desnecessárias.
3. Faça metas. As metas incluem a criação de um airbag financeiro de 3 a 6 salários, conserto de carros, férias e pensão. Seus objetivos são motivá-lo a gastar menos e manter seu orçamento.
4. Esboce um plano. A regra mais simples é 50/30/20, onde 50% de sua renda são despesas necessárias, 30% são despesas desnecessárias e 20% são economias.
5. Corrija suas despesas. Evite gastar demais para se aproximar de seus objetivos. Por exemplo, comida, moradia e gás são tão essenciais que os gastos com eles provavelmente não podem ser reduzidos. No entanto, serviços de streaming, cafés e compras são entretenimentos que podem ser comprometidos para alcançar seus objetivos financeiros mais rapidamente. Lembre-se de que mesmo pequenas economias proporcionam grandes somas economizadas no futuro.
6. Revise seu orçamento. Depois de definir suas metas e contabilizar todas as fontes de receita e despesas, verifique seu orçamento novamente para ter certeza de que está cumprindo o plano. Suas receitas e gastos podem mudar, mas o principal é corrigir seu orçamento a tempo.

Por que é lucrativo planejar o orçamento

O orçamento permite equilibrar suas receitas e despesas e alcançar seus objetivos financeiros. Os últimos podem ser tão ambiciosos como comprar um imóvel, ou mais modestos, como comprar um smartphone. Um orçamento fornecerá informações mais precisas sobre como atingir suas metas rapidamente.

Outro motivo para pensar em um orçamento familiar é criar uma reserva para alguma emergência. Recomenda-se economizar pelo menos 10% de sua renda mensal para um airbag de dinheiro. Deve durar de 3 a 6 meses, caso você perca sua fonte de renda. Essa é uma das principais regras ensinadas nos cursos de alfabetização financeira.

Acompanhar todas as suas despesas ajuda a encontrar algumas possíveis fontes de economia. E mesmo que pareça que você economizou pouco hoje, imagine como essa quantia pode crescer com o tempo se você seguir o plano.

Ponto de partida

Um orçamento permite acompanhar suas receitas e despesas de forma fácil e detalhada. Um orçamento é a base para o sucesso financeiro e a segurança. Também ajuda a tomar decisões financeiras difíceis.


O material é preparado por

Trabalha nos mercados financeiros desde 2004. O conhecimento e a experiência que adquiriu constituem sua própria abordagem para analisar ativos, que ele tem o prazer de compartilhar com os ouvintes dos webinars RoboForex.